Correndo e dançando com os Lobos – Como acessar a sua verdadeira essência: a Alma Selvagem!

Sou Erika, sou mulher, sou sagrada. Sou loba e sou selvagem! Me descobri selvagem não tem muito tempo, embora saiba que sempre fui. Só que não sabia! Assim como eu, muitas mulheres ainda não se descobriram selvagens. Acho que é por que nem sabem o que significa ser selvagem. Bem, vou te contar como eu descobri, na certeza que você também pode descobrir a sua essência!

Antes, gostaria de compartilhar com você qual é a minha missão, pois assim você vai entender melhor esse contexto. Minha missão é “Facilitar, inspirar e compartilhar amor”. Atualmente meu trabalho está focado em ajudar mulheres a resgatar sua integridade e equilíbrio e a desenvolver seus infinitos potenciais. É por isso que reúno mulheres em Círculos para caminharem juntas através da “Senda da Deusa” (Caminho da Deusa) pois acredito no coletivo e na cura coletiva.

Há alguns anos, fui apresentada ao Livro “Mulheres que Correm com Lobos” por uma amiga terapeuta. Ela curiosamente falou que o livro seria para mulheres “acima de 30”. Na época não entendi o porquê, mas como já tinha uns 32, eu “me achei capaz”. E foi assim que descobri minha alma anciã, a minha sábia, a Baga Yaga interior, a minha La Loba que tudo sabe. Aprendi que não se trata de idade cronológica e sim de idade da alma. Se trata de iniciação.

E o que seria essa mulher selvagem?

Lá, nos meus 32 anos, te confesso que tive um pouco de dificuldade, pois meu conceito sobre selvagem era equivocado. Sei lá, associava a algo violento e pensava qual a vantagem de ser assim. Mas ao adentrar minha floresta interior através da leitura fui descobrindo o verdadeiro conceito da “mulher selvagem”.

Clarissa ao estudar diversas espécies, descobre nos lobos a essência da mulher:  Os lobos saudáveis ​​e as mulheres saudáveis ​​compartilham certas características psíquicas tais como o espírito lúdico, os dois são sociáveis ​​por natureza e possuem grande força e resistência. Duas espécies em conexão com a Criatividade, Vitalidade, Afetividade, Sexualidade e com a Transcendência.

Quando estamos na nossa natureza selvagem, nos tornamos nosso próprio oráculo pois nos contatamos com a nossa vida intuitiva, criativa, visionária e sabemos exatamente o que fazer. Já não somos mais alvos para predadores e nossa vida floresce: pessoal, relacional, profissional. Isso não é mágica. Isso é conexão!

E assim, o Livro se tornou tudo para mim…

Lágrimas, partilhas e muita dança. Sim! Fiz com que o livro dançasse e que as mulheres dançassem e cantassem, inspiradas em seus contos. Um grande baile, um baile inebriantemente transformador: “Mulheres que Dançam com Lobos”. Um trabalho de minha autoria, onde uso a Biodanza como metodologia para trazer para a vivência e para a corporeidade, o conteúdo potente do livro, de seus contos e das análises da Clarissa. Esse casamento, foi perfeito: “Mulheres que Correm com Lobos” e Biodanza, pois tanto Clarissa quanto Rolando Toro (criador da Biodanza) nos ensinam como reaprender as funções originarias da vida: OS INSTINTOS!

Já são mais de 500 mulheres de vários países, que passaram por esse processo de crescimento interior: dançaram com lobos, fizeram descobertas e puderam experimentar o florescimento da alma selvagem.

“Mulheres que Correm com Lobos” se tornou material didático, não só para esse trabalho como também para os meus círculos de vivências. Círculos Sagrados, onde cada personagem inspira a mulher, também sagrada, a recuperar a sua alma selvagem; onde cada personagem inspira a mulher a se voltar para sua vida instintiva, pois é lá que se encontra a sua sabedoria mais profunda.

Minha vida profissional se mescla com minha vida pessoal e a partir dessa alquimia profunda vou bebendo do néctar sagrado e selvagem, alimentando assim a minha alma-loba. Assim, vou honrando meus mestres, me aperfeiçoo e cresço. Cantando, correndo e dançando sempre na companhia do Lobos.

Eu sou Erika e assim falei!

Erika Mendel 

Terapeuta Especialista em Psicologia  Junguiana

Contato: 21 993173498

Se você sente o chamado selvagem, agende uma entrevista  e inicie essa jornada de autoconhecimento! Disponibilidade para atendimentos com valores social através de plataformas remotas. Venha!